Conheça os três locais essenciais para qualquer viagem

February 25, 2019

Quando sai de casa para viajar, você está deixando para trás seu sistema de apoio. É fácil se esquecer das coisas essenciais – como acesso regular ao alimento, remédios, dinheiro e informações – até você deixar de tê-las.

Felizmente, você encontra substituição para suas necessidades básicas em toda cidade que visitar. Seja de férias ou a trabalho, há três lugares que você deve identificar, de preferência a curta distância do hotel. Uma vez que souber onde ficam, você estará preparado para lidar com praticamente qualquer coisa que a nova cidade puser no seu caminho.

 

Primeiro: encontre uma farmácia

Poucos estabelecimentos são tão úteis para o viajante quanto a farmácia, porque, mesmo que leve remédios consigo na viagem, você nunca sabe exatamente o que pode acontecer. Se torcer o tornozelo ou pegar um resfriado, por exemplo, tem de saber onde comprar suprimentos.

Além disso, a maioria oferece vários tipos de alimentos, bebidas e outros itens. Não dá para carregar a geladeira por aí, e os restaurantes são caros. Se for ficar em um lugar por bastante tempo, descubra uma mercearia de verdade, mas, se ficar apenas alguns dias, no máximo uma semana, saber onde encontrar uma refeição leve pode lhe salvar a vida. Algumas drogarias, inclusive, ficam abertas 24 horas, ou seja, dá para comprar aquele petisco ou item urgente fora do horário comercial.

 

A seguir, encontre um caixa eletrônico (ou casa de câmbio)

Se a viagem for nacional, os cartões de débito/crédito dão conta do recado (só não se esqueça de avisar a administradora das suas andanças). Quando precisar de dinheiro, talvez você descubra que a maioria das drogarias conta com um caixa eletrônico, ou seja, você pode matar dois passarinhos com uma paulada só. E se por acaso descobrir que a máquina não cobra taxa, melhor ainda.Esse detalhe se torna ainda mais importante se a viagem for para fora. Sim, dá para comprar a moeda do seu local de destino em bancos e aeroportos antes de partir, mas não dá para planejar tudo. Se a drogaria mais próxima não tiver caixa eletrônico, tente encontrar uma casa de câmbio que não cobre uma exorbitância pela operação.

 

Por último, descubra um hotspot de Wi-Fi

Circular em uma cidade nova da qual nada ou pouco se conhece é mais fácil quando se tem acesso constante à informação. Na terra natal, a recepção de seu telefone provavelmente é confiável a ponto de permitir autonomia, mas em qualquer viagem é bom saber onde ficam os hotspots caso você perca o serviço ou tenha de evitar cobrança de dados. No mundo ideal, seu hotel tem Wi-Fi disponível e gratuito, mas pode ser que seja pouco confiável ou caro demais.Tendo isso em mente, encontrar um hotspot gratuito por perto pode ser um bom plano B. E se for passar várias horas ou o dia inteiro fora, é importante encontrar um nas imediações de onde você se encontrará. Geralmente, é mais fácil encontrar um restaurante ou café com Wi-Fi gratuito, mas aplicativos como o Foursquare também podem ajudá-lo a descobrir redes menos óbvias.

 

The New York Times Licensing Group – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito do The New York Times.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon