28-04-2017

Guindastes históricos do Rio

ganham promoção turística


 
Janize Colaço
ulgação

Os guindastes tiveram a sua primeira inauguração ainda em 1968

Os guindastes tiveram a sua primeira inauguração ainda em 1968

Dois guindastes históricos, datados de 1968, serão reinaugurados na capital fluminense. Tombados pelo município por sua integração aos armazéns do Porto, o ícone histórico passou por uma reestruturação, com a adição de novas luzes, com um custo de R$ 200 mil e 11 meses para ser concluído.

Segundo a Concessionária Pier Mauá, que conduziu a reforma dos guindastes, foram utilizadas lâmpadas LED de alta eficiência que permitiu manter o consumo de energia total por guindaste em torno de 720 watts — o mínimo para uma estrutura deste porte, visto que o normal seria em média quatro mil watts. O projeto de iluminação, aliás, foi assinado pela designer Mônica Luz Lobo.

Após quase 20 anos sem serem operados dos guindastes, o projeto de restauração e iluminação valoriza a região do Porto da capital fluminense e resgata sua importância para a cidade, pontua a diretora-geral do Pier Mauá, Denise Lima. A região vem sendo revitalizada há alguns anos, incluindo a abertura do Museu do Amanhã e do AquaRio, a criação do Blulevard Olímpico, a abertura da linha de VLT, que liga o porto ao Aeroporto Santos Dumont, e a inauguração de hotéis.

Os guindastes foram reinaugurados pelo prefeito Marcelo Crivella, e o presidente da Riotur, Marcelo Alves.

 

28-04-2017

Riotur quer transformar Paquetá em modelo

para retomada do Turismo

Por: Berenice Seara 

 

Uma volta ao Rio de Janeiro no início so Século XIX... Assim pode ser descrita a viagem até a Ilha de Paquetá, distante apenas uma hora do Centro do Rio. São 455 anos de história desde que a Ilha foi refúgio de Dom João VI e abrigou o patriarca da Independência, José Bonifácio. Com seu casarão centenário, suas ruas de terra e pouquíssimos veículos motorizados, o Bairro mais bucólico da Cidade investe em atrações culturais para atrair visitantes sem deixar de lado o clima de Cidade do interior.

A Ilha de Paquetá, que passou tantos anos abandonada,

anda com tudo e nem está tão prosa.

Depois de cair nas graças da turma jovem com festas juninas, rodas de samba e animadíssimos blocos de carnaval, chegou a vez de a empresa oficial de turismo da cidade voltar seus olhos para a “Pérola da Guanabara”.

A Riotur decidiu começar pela ilha um projeto que está desenvolvendo para valorizar — e revitalizar — áreas ou bairros que já foram vistos como pontos turísticos da cidade.

“Vamos resgatar a memória afetiva de Paquetá”, diz o presidente da Riotur, Marcelo Alves.

 

Agenda

A ideia é primeiramente criar uma agenda oficial de eventos para a ilha — e, como parceiro, convidar o Sebrae.

E, também, gerar ações de esportes que atraiam de volta mais visitantes.

 

Informações

Caberá à própria Riotur a criação de mapas, a colocação de galhardetes na ilha e publicar uma edição especial da revista Visit.Rio sobre Paquetá.

 

Falta combinar com os russos...

Mais limpa e valorizada nos últimos anos, a Ilha de Paquetá tem atraído novos moradores e muitos visitantes, em especial, os que buscam eventos culturais.

Mas, por outro lado, o povo vê crescer a ocupação irregular de suas encostas, e a chegada dos problemas modernos do continente: a informalidade, a violência e o tráfico de drogas.

 

... e com a CCR

E o transporte para a ilha, nos fins de semana, beira o suplício.

São barcas lentíssimas — no verão, muitas vezes, lotadas — e nunca climatizadas.



 

26-04-2017

Inscrições para trabalhar no Rock in Rio terminam na quarta (26)

Segundo a Prefeitura, há 379 vagas para trabalhar no festival de música, que acontece entre os dias 15 e 24 de setembro, na Barra


 

Atenção, esta quarta (26) é o último dia para se inscrever para as 379 vagas disponíveis para trabalhar no Rock in Rio, que acontece entre os dias 15 e 24 de setembro, na Barra. Segundo a prefeitura, há 167 vagas para ensino fundamental completo, 139 vagas para ensino médio completo e 15 vagas para ensino médio completo com inglês, em diversas funções, entre elas controlador de tráfego, suporte aos palcos, acesso ao público, assistente de Departamento Pessoal, SAC e monitor do espaço para crianças. 

Há ainda 58 vagas para ensino superior completo ou cursando, nas seguintes áreas: Administração, Gestão de RH, Direito, Engenharia, Logística, Jornalismo e Comunicação Social.

O contrato de trabalho será regido pela CLT, na modalidade Prazo Determinado, com salário de R$ 377 pelos dias trabalhados, e benefícios como refeição no local, transporte (RioCard) e uniforme. O expediente será cumprido em turnos, a serem determinados pela produção do evento.

Passo a passo para participar:

  1. Serão distribuidas até a quarta (26) 1895 senhas, por ordem de chegada, na Nave do Conhecimento do Engenhão (Rua Arquias Cordeiro, 1.516, Engenho de Dentro – ao lado do Estádio do Engenhão.
  2. Para se inscrever, é necessário apresentar Identidade, CPF e currículo atualizado.

26-04-2017

Cristo Redentor: estação do trenzinho, no Cosme Velho, será reformada; veja o projeto (Fonte BLOG O GLOBO)

POR DANIEL BRUNET

PRÓXIMA ESTAÇÃO: CORCOVADO

A estação do trenzinho, no Cosme Velho, no Rio, erguida em 1884, vai passar por uma grande reforma. Para valorizar o prédio histórico, serão demolidas todas as construções que foram feitas no local e alteraram o projeto original, como banheiros, lojas e salão de eventos. É o fim dos puxadinhos. O projeto, desenvolvido pelo escritório AAA_Azevedo, acaba de ser aprovado pela prefeitura e pelo Inepac e está orçado em R$ 9 milhões. A obra, que começa ainda neste ano, é uma exigência da ICMBio, do governo federal, e será bancada pela concessionária Trem do Corcovado. Com a reforma, a estação vai ganhar entrada pela lateral (veja acima), de frente para a Praça São Judas Tadeu, e mais um andar (em amarelo), na parte de trás de terreno. Lá, ficarão a bilheteria, banheiros, lojas... Maravilha

 

Como ficará a estação do trenzinho no Cosme Velho

 

25-04-2017
  1. Turismo abre inscrições para

  2. Cursos de qualificação profissional presencial e on line 

  3. Inclui Programa de de Qualificação Internacional co o Reino Unido

 

O Brasil quer entrar de vez na prateleira dos grandes destinos mundiais. Mas para receber bem os visitantes, é fundamental capacitar aqueles que estão na linha de frente do atendimento aos turistas brasileiros e estrangeiros. Pensando nesse cenário, o Ministério do Turismo lançou, na última semana, o Brasil + Turismo, um pacote de medidas para fortalecer o setor no país. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, qualificar os trabalhadores do turismo e aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, além de gerar emprego e renda.

Segundo estudos da Pasta, mais de 80% indicam que o país tem potencial para explorar o turismo como uma alavanca para a economia. Porém, 60% dos brasileiros avaliam que aproveitamos pouco esse patrimônio. E para explorar todo o potencial turístico do país é necessário investir em qualificação, que de tão importante virou um dos itens do Plano Brasil + Turismo. Para atender a demanda do setor, o Ministério do Turismo está investindo em três frentes:  MedioTec Turismo, Brasil Braços Abertos e o Programa de Qualificação Internacional em Turismo.

“Essas ações do Ministério do Turismo mostram que estamos atentos às demandas do setor e que entendemos que assegurar um atendimento de qualidade é uma forma de deixar uma boa intenção no turista e desperta o seu interesse em voltar para o país ou destino escolhido”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Destaque para o MedioTec Turismo, iniciativa inédita no país com foco no turismo. Os estudantes serão contemplados com cursos gratuitos para a formação de técnicos de nível médio para atender as necessidades do mercado de viagens. Para 2017 serão disponibilizadas 10 mil vagas para alunos de escolas públicas brasileiras. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017. 

Serão oferecidos sete cursos (técnico em agenciamento de viagens, cozinha, eventos, guia de turismo, hospedagem, lazer, restaurante e bar) nos eixos turismo, hospitalidade e lazer para estudantes que estejam preferencialmente cursando o 2º ano do ensino médio. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017. 

“Vejo essa iniciativa do Ministério do Turismo como sendo da mais alta importância para o nosso setor, tendo em vista que os turistas dependem do preparo desses profissionais para receberem o tratamento mais adequado e ver o MTur envolvido nesse processo demonstra a seriedade com a qual o governo trata o tema”, avaliou o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Abremar Brasil), Marco Ferraz.

Para a presidente da Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa), Magda Nassar, a capacitação é fundamental nos dias de hoje. “É oportunidade do profissional se renovar a cada dia, pois vivemos tempos de constantes mudanças e evolução. Buscar conhecimento é a peça-chave para que agentes e operadores reforcem cada vez mais seu papel de consultores, arquitetos e designers que projetam as viagens de seus clientes de acordo com suas preferências pessoais e os grupos aos quais pertencem”, ponderou. 

CURSO ONLINE - Pensando em atingir um número ainda maior de profissionais de turismo interessados em atualização profissional, mas que não dispõe de horário fixo para as aulas, o Ministério do Turismo lançou, no início de abril, o “Brasil Braços Abertos”. Trata-se de uma plataforma tecnológica de aprendizado à distância e em ambiente digital, com oferta de 80 horas de aulas online para profissionais que trabalham no atendimento direto aos turistas, como atendentes de hotéis, taxistas, quiosqueiros e bartenders. As inscrições para 2017 poderão ser feitas até 30 de setembro.

O aluno realizará o curso por meio de celular, tablet ou notebook e contará com videoaulas e jogos educativos. Os interessados podem acessar a plataforma pelo endereço brasilbracosabertos.turismo.gov.br e as aulas deverão ser concluídas até o dia 30 de dezembro.

INTERCÂMBIO - Os estudantes brasileiros também contarão com a possibilidade de aprimoramento fora do país. Um acordo de cooperação assinado em fevereiro entre o ministro do Turismo, Marx Beltrão, e o Encarregado de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil, Wasim Mir, estabeleceu uma cooperação de médio e longo prazo no campo do turismo e hospitalidade. A iniciativa prevê o envio, em 2018, de 120 alunos de cursos técnicos e de graduação de instituições públicas e privadas para até três meses de treinamento no Reino Unido. A seleção dos estudantes deverá ser feita no primeiro semestre deste ano. O MTur investirá R$ 5 milhões no programa. A proposta é complementar a formação dos estudantes em outro idioma e técnicas de turismo e hospitalidade.

Arquivo